À margem do Grande Prémio do Canadá, Eddie Jordan previu que a escuderia alemã vai passar a ser apenas fabricante de motores e adiantou que Sebastien Vettel já sabe

Antigo patrão da equipa Jordan e presença frequente no Paddock, Eddie Jordan diz que a Mercedes pretende deixar a Fórmula 1 no final da temporada de 2018, passando a ser apenas fabricante de motores.

Tudo começou quando perguntaram ao irlandês, que em 2012 avançou com a ida de Lewis Hamilton para a escuderia alemã três semanas antes do anúncio, sobre se Sebastien Vettel se mudaria: “Não, porque tem tudo o que precisa na Ferrari. E também porque a Mercedes vai fechar portas no final de 2018.”

“Creio que irão lutar pelos títulos este ano e no próximo, mas depois o conselho de administração vai decidir vender a equipa e ficar apenas como fabricante de motores. Eu faria o mesmo, porque a Mercedes já ganhou tudo e agora só pode piorar”, completou.

Este fim de semana corre-se o Grande Prémio do Canadá, a sétima prova do Grande Circo.

Fonte: ojogo.pt


Já conheces o Instagram do OH Diabo? Segue-nos em
http://www.instagram.com/ohdiabo