Em Abril de 2002, o pai de Éder, Filomeno Martins, foi condenado em Inglaterra a prisão perpétua por estrangular e matar a companheira Domingas Olivais com uma tranca de volante

Já é conhecida a história de uma das maiores tragédias da vida de Éder, jogador que marcou o golo responsável pela conquista de Portugal do Euro 2016. Em Abril de 2002, o pai de Éder, Filomeno Martins, foi condenado em Inglaterra a prisão perpétua por estrangular e matar a companheira Domingas Olivais com uma tranca de volante. Apesar da sentença pesada, Martins podia pedir a liberdade condicional depois de 16 anos de pena cumpridos.

“O meu pai está preso desde os meus 12 anos. A minha madrasta faleceu e ele foi acusado. Foi condenado…acho que a 16 anos”, contou Éder numa recente entrevista ao programa televisivo Alta Definição. Ou seja, Filomeno Martins poderá sair em 2018.

Segundo apura o Correio da Manhã, o crime ocorreu depois de uma discussão entre o casal, instigado por ciumes de Martins. Depois de bater-lhe com uma tranca de volante, o pai de Éder acabou por atirar o corpo ao rio Bure. O cadáver acabou por ser encontrado por turistas de um cruzeiro fluvial.


Já conheces o Instagram do OH Diabo? Segue-nos em
http://www.instagram.com/ohdiabo